Covid-19: Cai pela metade número de municípios com a bandeira verde na Paraíba

14 de novembro de 2020 - 17:12

Print Friendly

Covid-19: Cai pela metade número de municípios com a bandeira verde na Paraíba

Avaliação aponta um o crescimento de municípios em bandeira amarela (85%) e laranja (8%). Imagem: Reprodução / Internet

Avaliação aponta crescimento de municípios em bandeira amarela (85%) e laranja (8%). Imagem: Reprodução

O Governo da Paraíba divulgou, neste sábado (14), a 12ª avaliação do Plano Novo Normal, que avalia as condições da retomada gradual e responsável das atividades durante a pandemia. A avaliação, que passa a vigorar a partir do dia 16/11, aponta um o crescimento de municípios em bandeira amarela (85%) e laranja (8%) e a redução de municípios em bandeira verde (7%).

Segundo o secretário Executivo de Gestão de Rede de Unidades de Saúde, Daniel Beltrammi “a literatura científica internacional aponta que os reflexos da adoção de comportamentos de alto risco, como o abandono do uso de máscaras e a ocorrência de atividades com grandes aglomerações, podem afetar os indicadores utilizados pelo Plano Novo Normal no prazo de uma semana, o que permite correlacionar a piora do contexto epidemiológico das capacidades do sistema de saúde e do comportamento social com as atividades e práticas assumidas ao longo desta última quinzena do período eleitoral na Paraíba”.

A Nota Técnica também chama atenção para o aumento da demanda por internação hospitalar dos leitos de UTI para adultos na Paraíba e destaca que a análise comparada entre a 11ª e 12ª avaliações, respectivamente, aponta para mais um novo e sucessivo comportamento de aumento de 4,71% (anterior de 8,72%) na 1ª Macrorregião de Saúde, fato que coloca a autoridade sanitária estadual em nível de atenção e ostensivo acompanhamento. Houve redução de 5,57% (anterior de 11,15%) na ocupação hospitalar dos leitos de UTI para adultos da 2ª Macrorregião de Saúde e uma retomada do crescimento de 10% nas ocupações dos leitos de UTI para adultos (redução de 5,15% anteriormente) na 3ª Macrorregião de Saúde.

Ainda segundo Beltrammi “melhoras da situação da Covid-19 na Paraíba dependerão muito da ainda maior adesão de todas as paraibanas e paraibanos às três medidas que mais protegem a saúde e a vida das pessoas: usar máscaras, lavar as mãos e manter o distanciamento social, decisões e gestos que precisarão estar cada vez mais presentes em nossos cotidianos”.

Página1 PB