HISTÓRIA

História e Curiosidades

        Valentina Figueiredo é um bairro do município brasileiro de João Pessoa, capital da Paraíba. Está localizado na parte sul da cidade de João Pessoa. É um bairro em expansão, que está se valorizando nos últimos anos. Faz fronteira com os bairros de Mangabeira, Ernesto Geisel e Água fria. Tem como principais pontos de referência o 5° Batalhão de Polícia Militar, a Fundação Bradesco “de ensino de educação fundamental e ensino médio”, as Faculdades de Medicina e Enfermagem, a Sub-sede do Detran e a UPA 24 horas. Fica a aproximadamente 20 minutos do centro da cidade e a 10 minutos da Universidade Federal da Paraíba. Tem como praias de sua região a Praia do Sol e Barra de Gramame. O bairro foi idealizado pelo então Governador do Estado, Tarcízio de Miranda Burity, com o propósito de beneficiar diretamente os servidores públicos do Estado, mas só foi entregue em 25 de outubro de 1984, no Governo de Wilson Braga, que homenageou a mãe do então Presidente da República, João Figueiredo, dando o seu nome ao bairro. Estima-se que a população já ultrapassa o número de 100 mil habitantes. O Valentina é circunvizinhado por muitas comunidades e loteamentos, dentre eles: Planalto da Boa Esperança, Planície Dourada, Novo Milênio, Caminho do Mar, Monte das Oliveiras, Cidade Maravilhosa, Parque do Sol, Rota do Sol, Muçumagro, Paratibe, Comunidade Quilombolas, Nova Mangabeira, Sérgio Queiróz, Santa Bárbara e Frei Damião.

Características e Peculiaridades

“Fonte de Energia e Saúde”

        Um saboroso clima praieiro invade a zona sul da capital João Pessoa, lá, você sente-se real e estimulante, puramente respirável, livre de intempéries e com um típico gosto para se viver, passear, visitar, enfim, para se morar. O local? Parque Residencial Valentina de Figueiredo. Nascido do afluente do Rio Cuiá, e regido pela estabilidade de formação plana, o bairro do Valentina estende seus braços aos mais de 60 mil habitantes que lá já residem e que o escolheram como o local para viverem, pelas suas vicissitudes, resplandecentes paisagens e, mais ainda, pelo encontro que abre as portas do litoral sul com destino as mais belas praias. Sua formação longilínea aponta-o como o mais novo “boom” imobiliário. É, hoje, o bairro que mais se expande e com o maior índice de formação de novas unidades habitacionais que, com certeza, fará a diferença e expansão da capital João Pessoa. O Valentina de Figueiredo nasceu como o maior projeto imobiliário de expansão territorial habitacional, nos idos de 1998, já alcançado por um governo estadual, e foi considerado como o mais ousado. Teve, portanto, para sua criação, investimentos do Governo Federal, onde, outrora, às terras eram consideradas via de zona rural, passando-se a zona urbana. É, portanto, o principal caminho que foi aberto para a prosperidade da zona sul.

“Seu clima e vegetação”

       Uma ventilação e generoso clima se perpetuam por todo o bairro, afagando os moradores e seus visitantes num gesto de carinho e suavidade realmente tropical, com seu nível doce. O clima no Valentina de Figueiredo é teletransportado às casas num abraço de ternura. Sente-se, desde a entrada do conjunto até seus mais distantes limites, que já não é alcançado pelos nossos olhares, esse aconchego pleno. Somem-se a isso, suas paisagens cobertas por frondosas árvores, que dá, ao local, uma formação de sensação de paz, de proteção, de tranqüilidade, enfim, de amor. Em cada árvore lá plantada, você sente uma vontade infinita de sentar-se às suas raízes e, até, escrever ou ler sem ser perturbado, nem parecendo que se está em um local tão grande. Nesta paisagem arborígena e encantado pelo vento sul, tudo é capaz de acontecer: de sonhar; de viver encantos nostálgicos; de brincar como criança; de viver o seu tempo sob a sombra mãe do bairro do Valentina de Figueiredo. Nada se compara ao bairro, quando se trata de vegetação e sombra, nada se compara a ele, quanto à leveza e pureza do seu ar. Na verdade, todas as marcações pluviométricas em seus estados climáticos formam uma diferenciação no tropical clima da zona sul, especialmente no Valentina, devido a sua formação de grande fluxo das sombras que protegem sua comunidade.

“Seu povo: Vida longa”

    Um índice de enriquecido vigor de saudável vida percebe-se, tanto na juventude local, quanto nos adultos. Seus moradores observam-se nos seus semblantes, sua franqueza no sorriso aberto e radiante, um gosto de quem vive mais, de quem está no mais ambiente saudável e protetor. Prova mais da longevidade dos adultos, é que, sua maioria nunca saiu de lá, hoje, com filhos e netos saudáveis que foram gerados sob o clima tropical e harmonioso de suas famílias no próprio local. Seu povo tem o encanto até de poder prestar um serviço, é um povo completo em poder ajudar, opinar, trocar idéias. Ele favorece visitantes com informações plenas, em respeito a eles. Conduzem todos com informações corretas, respeitando os direitos de cada cidadão. È um povo ordeiro, que ama seu bairro, que se encanta com seus visitantes, que se encantam com a sua paisagem e ainda, sabe apreciar o fluxo de movimento dos veículos que por lá sempre circulam, especialmente nos finais de semana que é realmente belo, quando caravanas de automóveis cruzam suas ruas para seguirem às suas praias. Nenhuma distância aos dias de hoje, é considerada, quando se trata de ir ao Valentina de Figueiredo, conhecer seus cidadãos, ver a alegria da praça, sentar sob as árvores e, até, tomar um cafezinho com a bela rota populacional que sempre o espera convidativo com um belo sorriso de amor, em reverência a sua passagem. Chegar ao Valentina é inesquecível, é um sabor diferente. Relacionar-se com o seu povo, bem mais ainda. Com sua população você torna-se um cúmplice, troca amiúde palavras, sente a força da sua juventude e das suas crianças que podem brincar ao longo de suas ruas, sem serem importunadas. Lá, ao cair da tarde, ainda é possível, num tom bucólico, e de interior, em plena capital, sentar-se à calçada para uma prosa corriqueira, varar horas sem ser importunado, dando a oportunidade de que você se sinta seguro.

“Comércio: O Valentina tem de tudo”

    Levado ao sabor do progresso, a expansão comercial faz-se ver com mais atenção, a força dos comerciantes, já instalados à anos, é um exemplo de dignidade e respeito aos comunitários desde a facilidade de se adquirir produtos à preços módicos, serviços de toda espécie como: Supermercados que já instalaram seus caixas eletrônicos, mecânicos, loteria, agências de empréstimo, agência de fomentos bancários para recebimentos, um banco popular, prestadores de serviços, horti-fruti-granjeiros, com suas forças agrícolas e ainda, postos de combustíveis, lava-jatos e etc. É um pleno e vigoroso comércio que já contribui de forma exemplar com a economia que gera na comunidade, empregos aos seus filhos. Tem uma vida própria comercial, o Valentina. Perpetua-se cada vez mais essa nobreza comercial e desenvolve o enorme potencial de formação de uma cultura voltada para o consumo do cidadão no seu próprio bairro. Podendo-se dizer, sem medo de errar: “O VALENTINA TEM DE TUDO”.

“Religião: Cultura de respeito”

       A população do bairro do Valentina de Figueiredo é, reconhecidamente, como uma das mais fervorosas e adoradoras ao Deus Supremo, haja viso que, em cada comunidade, a Igreja Católica se faz presente cada vez mais ecumenicamente, elevando o espírito de paz e união entre toda à sociedade pessoense, a exemplo de campanhas, doutrinas, ação-social, e outros meios disponíveis que as paróquias lá concentradas utilizam, bem como, as comemorações respeitosas ao calendário religioso. Não esquecendo também, dos grupos evangélicos espalhados ao longo do bairro que manifestam seus cuidados religiosos, aos seus modos particulares e que também coadunam com posicionamentos religiosos.