Paraíba ultrapassa 140 mil casos de Covid-19 em 9 meses

19 de novembro de 2020 - 09:38

Print Friendly

Paraíba ultrapassa 140 mil casos de Covid-19 em 9 meses

Taxa de letalidade da doença no estado é de 2,3%, conforme a Secretaria de Estado da Saúde. Imagem: Reprodução

Taxa de letalidade da doença no Estado é de 2,3%, conforme a Secretaria da Saúde. Imagem: Reprodução

A Paraíba alcançou nesta quarta-feira (18) a marca de 140.355 casos de infecção pela Covid-19, segundo o último boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). O número foi registrado após quase nove meses do início da pandemia, declarada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) no dia 11 de março deste ano.

No mesmo período, 3.223 mortes foram confirmadas. Outros 41 óbitos continuam em investigação. A taxa de letalidade da doença no estado é de 2,3%, conforme a SES. “Isso ocorre por causa do período de convenções partidárias e do relaxamento de equipamentos preventivos como o uso de máscara e álcool em gel. Então, há essa tendência no aumento de casos e de ocupação de UTIs”, destacou.

Ainda de acordo com o boletim epidemiológico da SES, 112.642 se recuperaram da infecção pelo novo coronavírus. Pelo menos 192.793 casos foram descartados. A maior alta no número de casos foi constatada no mês de julho, quando 35.837 pessoas receberam diagnóstico positivo para a doença.

Uma das últimas mortes registradas foi a do professor e psicólogo Aluízio Lopes de Brito, que morreu na madrugada desta quarta-feira (18), aos 53 anos. Ele era membro da Secretaria de Orientação e Ética do Conselho Federal de Psicologia (CFP). Conforme informações da família, o psicólogo não tinha nenhuma comorbidade, ou seja, não tinha uma doença prévia que o colocasse como grupo de risco. Aluízio era casado e deixa três filhos.

Já Teófilo Andrade, médico há 40 anos, ficou hospitalizado por 38 dias, em João Pessoa. Após contrair a doença cuidando dos pacientes, quem se dedicou para salvar a vida do próximo, também encarou o desafio de lutar pela própria sobrevivência. Ele chegou a perder 18 quilos. Recebeu os cuidados do filho, que também é médico e largou o trabalho para cuidar do pai. Foi recepcionado com a homenagem de familiares e amigo que celebraram a vitória dele contra o novo coronavírus.

G1 Paraíba