COLUNISTAS

Mario Tourinho

Mário Tourinho

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Também foi diretor institucional do Sintur-JP, de 1993 a 2016. É consultor em Administração e vice-presidente da Academia Paraibana de Ciência da Administração (APCA). Contatos para a coluna: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br.

24 de novembro de 2020 - 17:32

Print Friendly

Pra Cícero, Nilvan… também Ruy, Wallber…

No artigo anterior eu já dissera que João Pessoa teve o privilégio de contar, já no 1º turno do corrente processo eleitoral, com candidatos que realmente demonstravam ter, mesmo, muito de boas intenções para governar este município, embora alguns tivessem apresentado propostas quanto suas “vontades de fazer” sem explicitar o “como fazer”. Ou seja: muito do que se pretende fazer, não se consegue fazer… porque não há “capacidade (econômico-financeira) para fazer”.

Agora, na disputa do 2º turno cuja votação acontece no domingo vindouro, estão concorrendo Cícero Lucena e Nilvan Ferreira. E está faltando a ambos uma declaração explícita de que tanto para “cuidar da gente” quanto para “construir pontes” é indispensável um bom relacionamento interinstitucional do governo municipal com os governos estadual e federal. Portanto, certas formas de críticas dos candidatos aos governantes das esferas estadual e federal não só são desnecessárias… mais que isto: são inoportunas!

Nesse sentido ou nessa perspectiva, muito importante é, também, que o eleito, que já dia 29 estará anunciado como tal, busque reunir-se com todos quantos foram candidatos, a exemplo de Ruy Carneiro e Wallber Virgolino, integrantes, respectivamente, da Câmara Federal e da Assembleia Legislativa, e que, como tais, podem ser articuladores para a “construção de pontes” para “cuidar da gente” não só em suas casas legislativas, mas, também, reforçando a busca de apoios nos respectivos Executivos. Afinal, os candidatos, indiscriminadamente. mostraram-se querer uma João Pessoa “boa para todos”! E pra ser mesmo “para todos”, tão logo seja anunciado o eleito, este precisa iniciar esse trabalho de “construção de pontes” para poder o município bem “cuidar da gente”.

Já se imaginou que repercussão nacional haveria em favor de João Pessoa se no noticiário constar uma reunião de seu prefeito eleito com os demais candidatos que concorreram ao mesmo cargo?!… (Todos estes candidatos, em seus planos de governo, fizeram constar ações bem importantes, aproveitáveis pelo eleito). Muitos podem até considerar isto como “um sonho”!… Entretanto, todos os candidatos, de certa forma, disseram, na campanha, “sonhar com uma João Pessoa boa para todos”!…

Mário Tourinho