UPAs da Capital estão abertas apenas para atendimento a pacientes com Covid-19

20 de maio de 2020 - 15:37

Print Friendly

UPAs da Capital estão abertas apenas para atendimento a pacientes com Covid-19

Medida foi tomada em função do aumento do número de pessoas infectadas pelo coronavírus, na Capital. Foto: Adriano Franco

Medida foi tomada em função do aumento de pessoas infectadas pelo Coronavírus. Foto: Adriano Franco

Desde segunda-feira (18), as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de João Pessoa só estão atendendo a pessoas que estejam com a Covid-19. Conforme o secretário de Saúde do município, Adalberto Fulgêncio, a medida tomada foi em função do aumento do número de pessoas infectadas pelo coronavírus, na Capital.

A decisão causou confusão na cidade, uma vez que, o atendimento de urgência e emergência só era feito nas UPAs. Conforme o secretário, o objetivo é atender melhor o paciente com a Covid-19 em estado grave ou estado em moderado. “Nós vamos fazer isso numa perspectiva que possamos atender melhor o paciente que esteja com um desconforto respiratório muito forte”, disse o secretário.

Fulgêncio explicou ainda que os casos leves serão levados para as Unidades Básicas de Saúde (UBS). Segundo ele, João Pessoa tem 97 UBS das quais 54 serão para atender os casos leves e fazer a testagem, o que vai depender do estado de cada paciente.

“Na UPA é onde acontece o primeiro atendimento. A pessoa pode ficar estabilizada, podendo ficar na ala amarela por um tempo. Lá tem laboratório, raio-x, serviços de assistência social, ou seja, tem toda uma estrutura com capacidade para entubação do paciente, porque não dá tempo ser transferido”, explicou.

Além disso, as UPAs têm uma estrutura que ajudam muito na regulação do paciente para um leito hospitalar. “Então, essa primeira abordagem vai ficar na linha de atendimento das quatro UPAs municipais: a do Valentina Figueiredo, Cruz das Armas, Bancários e Oceania”, informou o secretário de Saúde.

Os atendimentos de outras enfermidades de urgência e emergência serão realizados nas unidades hospitalares credenciadas ao SUS, ou seja, no Hospital Edson Ramalho, São Vicente de Paula, Senador Humberto Lucena, Trauminha de Mangabeira e Universitário Nova Esperança. “Eles são portas abertas, recebem recursos do SUS e devem atender as outras enfermidades que não sejam a Covid-19”, completou.

Paraíba Online